segunda-feira, junho 15, 2009

Não sei quantos anos passaram desde que aquelas capoeiras não ouviam cacarejar, desde que o último galo reinou naqueles espaços, desde que daquela terra brotaram morangos, feijão-verde, tomate, abóbora... entre tantas outras coisas.

Não sei quando foi. Mas foi há muitos anos.

O quintal estava bonito, arranjado, vivo. Mas o que foi não volta a ser.

3 comentários:

mimanora disse...

Tudo muda..

pensamentosametro disse...

Será que tudo muda ou somos nós que mudamos?



Bjo



tita

Thunderlady disse...

Acho que tudo muda à medida que mudamos.
Basta as coisas mudarem para não podermos ser os mesmos, basta não sermos os mesmos para o modo como vemos as coisa smudarem e logo aí ficarem diferentes.

Compliquei?