segunda-feira, março 16, 2009

O 1º acidente de carro

Faz hoje 24 anos que tive o primeiro acidente de carro.

Os meus pais tinham-se divirciado há pouco tempo, era fim-de-semana no meu pai e fomos jantar a casa de um casal amigo dele. O amigo ofereceu-se para nos levar a casa e catrapum.

O meu irmão bateu com a cabeça, fez um golpe, chamou-se a cruz vermelha, e acabei eu a ir para o hospital. Quando passou algum tempo o meu pulso inchou imenso e lá foi o meu pai pôr o meu irmão em casa da minha mãe, chamar a que hoje é a minha 2ª mãe e lá foi ela àquela hora da noite connosco para Santa Maria.

Depois do meu pai ter que armar um banzé lá fizeram RX e a luxação estava comprovada. Gesso e pronto.

Essa noite passei-a sozinha com o meu pai. Acho que foi a única.

7 comentários:

Júlio disse...

Neste dia, ainda eu não era nascido, por um mês... e o meu irmão fazia anos.
Ainda bem que não foi muito grave...
Gostei do conceito do blog. ;)
**

Ovinho Estrela(do) disse...

Gesso e pronto.

Nesse "pronto" ficaram-te as memórias que em cada ano volvido te levam a esse dia. Hoje saíram do teu "baú".

Creio que para o ano estarás mais leve. Um "cadito". Mas estarás.

Beijo grande.

(Julinho, beijo para ti também)

Thunderlady disse...

Que "engraçado", Júlio, os dias trazem sempre alguma recordação atrás!

Parabéns ao teu irmão :)

O blog já andava a apurar em ideia há uns tempos, ontem com a datan "especial" decidi-me mesmo!

Obrigada :)))



Ovita, desta noite ainda h+á m ujito para escrever aqui no que toca a memórias. TOmara que um gesso onde quer que seja que é o centro cerebral de guardar estas coisas resolvesse tudo :)

Beijinhos muito grandes!

Aisling disse...

A tua frase final diz muita coisa. Engraçado mas as tuas memórias levaram-me a uma memória distante (vai-se lá saber porquê, há 19 anos e alguns meses), ao dia em que o meu pai saiu de casa, no completo sentido de "sair".
Gostei do teu novo projecto. ;)
Raramente tenho tempo de comentar mas já o adicionei ao GReader que é onde consigo acompanhar os blogues.
Beijinhos

Gigi disse...

Bem, respondendo à pergunta que figura nesta caixa de comentários:'As minhas memórias activam as tuas?', posso dizer que esta sim, activou. Neste dia, em 1991 (há 18 anos) fui a Castelo Branco ver o juramento de bandeira do meu marido e levava já a rica filha dentro de mim... Estava grávida de poucos meses. :)

Gostei muito da ideia deste blogue. Eu sou muito dada a recordações, há umas más, é verdade, mas se pensarmos bem sempre teremos alguma coisa a aprender. Se tens vontade de partilhar memórias, então força!
Beijo, Thunderlady! :)

Júlio disse...

As minha memórias activam, mas não lá muito bem. Perdi foi capacidade de somar e subtrair. Eu estava era quase a fazer um ano.
Mas o meu irmão fez anos neste dia, de certeza. Eu era pequeno, mas tenho a certeza disto.
;)

Ovinho: **

Thunderlady disse...

Aisling, é perfeitamente normal, creio, que as nossas memórias suscitem memórias nos outros, além de ser bom sinal, há empatia entre nós :)
Lamento que o teu pai tenha saído assim. Pelo que dizes parece ter saído não só da casa mas da vida. Deve ser muito doloroso.
Obrigada pelo incentivo!
Espero que esteja a correr tudo bem contigo :)
Beijinhos

Gigi, isso é que foi um juramento de bandeira ;) Espero que não te tenhas recordado por motivos menos bons!
Eu resolvi começar este blog porque há tantas coisas que me lembro que se for a por tudo no outro ele fica muito baralhado.

Beijinhos

Júlio, é natural que não te lembres, eras tão novinho, ahahah. (Então esqueceste-te do ano em que nasceste? Ihihihih).
16 de Março: aniversário do teu irmão, mando-lhe os parabéns.
O que te lembras do do dia 16 de Março de 1985? Deve ser das tuas recordações mais antigas!

***