sábado, maio 23, 2009

Memória de gafanhotos (2)

(Esta memória tem outras nuances por trás, engraçadas, coisas que se poderiam ter dito e não foram, coisas que ficaram encerradas e mais tarde, só mais tarde, foram faladas...)


Estava na Festa do Avante, 1996, muita paz e alegria e harmonia e grupo de amigos grande (enooooorme).

A dada altura um gafanhotito saltitava alegremente (trá-lá-lá, festa do avante, que fixe, trá-lá-lá, viva a carvalhesa) ao pé de nós e conversa puxa conversa,
- ai um gafanhoto
- que giro
- giro? sim, giro, sou capaz de o apanhar
- não és nada
- sou, olha
- ai que nojo!
- nojo era pô-lo na boca
- não eras capaz

E strau! Nem disse que era, pus logo.

Diz o Thunder horrorizado: havias de ser minha namorada, nunca mais te dava um beijo...


Cerca de 20 dias depois pude perguntar-lhe qual era a sensação, ahahahah

6 comentários:

Aisling disse...

Também algumas memórias com gafanhotos, principalmente de partidas a outros, mas nenhuma se compara à tua!!!!
Ehehehehheh

Beijinhos,
P.S.: Não sei o que aconteceu mas agora é preciso convite para entrar no teu blogue?

Thunderlady disse...

Esta memória é particularmente engraçada porque 20 dias depois eu e o Thunder começámos a namorar, ahahah e lá teve ele que me beijar :P

Sim, é preciso, vou enviar convite.

Beijo

Ana Oliveira disse...

A isso eh o que eu chamo a "Lei do cuspo"!!!!!!

Beijos

Ana

Thunderlady disse...

Ahahah, Lei do Cuspo, pois é ;)

Catarina disse...

Hoje e o primeiro dia do resto da minha vida... :P

Thunderlady disse...

Catarina... nããããããããããããããão!!

Ahahahaha